O seu corpo é a sua verdade básica

Logo nos primeiros anos de vida recebemos informações de nossos pais de que não devemos tocar em nossos órgãos sexuais, “ tira a mão daí menino, isto é feio”, “não coloca a mão aí porque é sujo…”, e estas novas descobertas que deveriam  ser de auto exploração sensorial e percepção do prazer são associadas a algo inadequado, e a criança tem uma necessidade natural e visceral de ser amada e, para conseguir este amor ela condiciona os seus comportamentos e, uma possibilidade é fazer o que se espera dela, “tenha bons modos”, “seja um bom rapazinho”, “se comporte como uma mocinha”…

Crescemos e ainda vivemos  em uma sociedade que busca o “normal”, conforme as regras, comum, cujo o comportamento é o aceitável, sem “defeitos” ou problemas e, os condicionamentos são muitos e vem de todo lugar, família, igreja, Colégio…

Daí você se pega na rua, andando em uma grande metrópole e apenas perceba, os rostos, o caminhar das pessoas, os corpos,  estão  vivos mas…. parecem  vibrantes ?…  e, eu te desafio !!! Ande em um coletivo e apenas observe as expressões …será que muita destas pessoas tem uma vida  ativa e vibrante ?…

Um dos marcadores de saúde é a potência orgástica , cabe aqui esclarecer que não refiro simplesmente a orgasmo ou quantidade de relações sexuais  e sim a capacidade de entrega, onde todo o corpo pulsa, a experiência da alegria intensa e prazer profundo pelo sentir da vida.

Dentro da concepção Reichiana a impotência orgástica gera o desejo de poder como compensação para a falta de desejo de potência. Daí há uma combinação nefasta que faz a roda do sistema girar…há o desejo de poder econômico, o consumismo que assola populações, ou seja, a capacidade de possuir substitui a incapacidade de sentir

Sinto que para caminhar para o ser mais saudável é fundamental escutar atentamente o corpo, pois é nele que estão gravadas todas as memórias desde o momento do nascimento, é através do corpo que experimentamos  as incríveis manifestações da Vida, desde a concepção, passando por descobertas sensoriais, prazer, dor, medo e raiva, também é através do corpo que recebemos “sinais” de que algo não está em equilíbrio com a saúde,  a doença quando manifestada pode e deve ser percebida com o grito de uma alma que em algum momento foi agredida.

 

Confie no seu corpo, escute atentamente o que ele está a tempos tentando lhe dizer !  Seu corpo tem uma sabedoria própria e única, somente ele é capaz de registrar toda a sua História. Mas, e a mente ?….A nossa mente pela abordagem da Experiência Somática é trina; O néocortex  é responsável pelo raciocínio lógico, o límbico atribuímos a emoção e o reptiliano os institntos. E justamente pelo excesso de pensamentos   o ser contemporâneo fica refugiado dentro de si, quase que interditado…frio, calculista, hermético mas, aprisionado e neste cenário as neuroses são fortemente  alimentadas, já percebeu que gostamos de ter resposta para tudo ?… E o quanto somos dirigimos através de nossas crenças pessoais pela dualidade mental….” certo x errado”, “bonito x feio”, “bom x ruim”. 

Ficar somente na cabeça é permitir condicionamentos da sua persona de fora para dentro,  é alimentar um estado de miserabilidade neurótica.

Mergulhar no profundo universo corporal redespertando a sua sensibilidade plena , resgatando a carga orgástica original através de prazer profundo e realizações  plenas descobrindo novos patamares  com ampliação de consciência, é isto que uma boa Terapia Corporal proporciona.

Mas é preciso se desafiar e sair da já conhecida e velha zona de conforto,… é preciso mergulhar para dentro do seu corpo.     

 

About the author: Carlos Victor

mm
Terapeuta Psico Corporal, atende nas Clínicas Sociais BodyOshean e Somatic Experiencing e no Programa Tantra Clínico da Casa de Lakshmi, Voluntário do Ambulatório Social de Reiki e surfista.